Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 de dezembro de 2013

Especial 2014: O Que Poderá Vir Pela Panini?

Especulações com base nas aquisições da Matriz costumam dar certo!


Mais um ano se vai, as editoras fazem alguns anúncios para o próximo ano, e muitos se questionam o que virá após esses. É certo que nem Panini nem JBC anunciam todo seu calendário de publicação nas festas de fim de ano, sempre guardam alguns, mais populares ou não, para momentos oportunos ao longo do ano.

Com esse post de despedida de 2013 pretendemos apresentar possibilidades que façam algum sentido e com base em comportamentos anteriores da editora. 

Por exemplo: nesse ano saiu Tiger & Bunny e Tiger & Bunny Anthology na Itália, e logo depois a franquia desembarcou por aqui. Ou seja, há casos em que o que sai na matriz sai aqui também, uma vez que estamos falando de uma editora que atua em diversos países e provavelmente compra licenças em lotes.

Há também o caso de continuações e spin-offs, como aconteceu com Blood-C. Já haviam sido publicados no Brasil os mangás anteriores da franquia Blood+, o que provavelmente motivou a vinda da série "irmã". Se 20th Century Boys terminasse em 2014, por exemplo, já teríamos como certo pro ano a continuação direta, 21th Century Boys.

Mas antes de começar a lista com os títulos que o dono do blog acredita serem as possibilidades mais reais de publicação, uma recapitulação com o que a Panini já anunciou para 2014:












Os primeiros databooks de One Piece, o próximo de Naruto, o mangá shonen Vinland Saga (12 volumes) e o shounen-ai Fullmoon - Sussurros Sob a Lua Cheia (2 volumes) serão algumas novidades do ano da editora. 

O anúncio de One Piece - Red: Grand Characters menos de um ano após o lançamento de Rin no Shô, de Naruto, demonstra que a publicação de livros de dados foi bem sucedida e que merece ser continuada. 

Vinland Saga se mostra uma publicação interessante pois até o momento foi o único shonen anunciado para 2014, sendo que a trama da obra se mostra a cada volume mais e mais madura, fugindo um pouco do universo mágico dos outros shonens como Dragon Ball, Naruto, e até One Piece.

E, fechando, um quase yaoi: Fullmoon - Sussurros Sob a Lua Cheia. Outra aposta interessante da editora por dois motivos: um gênero não muito explorado por ela e concorrência nos últimos anos e por apresentar um traço não muito atual (em outros termos, datado).

Também foi revelado que a editora publicará um shoujo, a ser divulgado em momento oportuno.

Agora, retornamos com nossas especulações para 2014, lembrando que o ritmo de publicação no Brasil é, pelo menos, quatro vezes menor que o italiano, onde o checklist semanal, muitas vezes, bate o mensal daqui. Por isso os títulos apresentados não são palpites do que virá, mas sim palpites opções e, dentre elas, talvez um, dois ou três de cada gênero efetivamente surja por aqui.












Se temos a informação de que a editora trará um shoujo em 2014 (e, se estamos falando de shoujo, talvez seja bom fincarmos os pés no chão e não achar que teremos mais de um), vamos começar explorando o catálogo de lançamentos da matriz italiana. Eis os candidatos:












Ao Haru Hide e Natsume Yuujinchou são grandes candidatos para ocuparem a vaga de shoujo no próximo ano. Estão entre as obras do gênero mais populares atualmente. Ambos ainda estão sendo publicados no Japão, e estão sendo gerenciados pela Panini na Itália, sendo o primeiro lançado em 2013, e o segundo com previsão para abril de 2014.












Tora to Ookami e Boku wa Ookami são outras duas possibilidades, uma vez que saíram em 2013 pela matriz italiana, estão finalizados com seis e cinco volumes respectivamente e, principalmente, são curtos. Três fatores que facilitam a publicação por aqui.












Nise no Chigiri e Marine Blue estão aqui listados pelos mesmos motivos: títulos curtos, finalizados, e publicados em 2013 pela matriz italiana. Ambos possuem quatro volumes cada.












Kira Kira 100% também foi outro shoujo iniciado esse ano pela Panini italiana. Completo no Japão, tem nove volumes e se mostra a opção - dentre os finalizados - mais longeva caso venha ser publicado. Por último, Toonari no Kaibutsu-kun, recém-finalizado com 12 volumes, com um anime que ajudou a aumentar a popularidade da série e sendo licenciado em diversos países nos últimos meses, mas ainda não publicado pela Panini italiana. Este último podem considerar palpite pessoal, se assim quiserem.

Quem ocupará a vaga de Gantz?
O volume final de Gantz chegará em janeiro se tudo sair como o planejado pela editora. Agora, será que podemos contar com um novo seinen, ou outros recentes como 20th Century Boys e Monster, darão conta por três?

Não é possível dizer ainda, por isso, alguns possíveis candidatos para ocupar a vaga de Kurono em 2014:












Mais pedido que Jibun Wo (Colors) do Flow em evento de anime, a republicação de Berserk já é estudada para 2014. O mangá já é publicado pela editora e encostou na publicação japonesa, e é o único meio-tanko da editora no mercado.












Outras (improváveis) pedidas seriam MPD Psycho e Homunculus. O último tem alguma chance de voltar em 2014 com seu volume final, aguardado há mais de dois anos, já MPD Psycho é listado aqui pois é publicado na Itália e teoricamente no Brasil, onde há uns bons anos não vê volume novo, porém, segue com um derrame de sangue tão pesado como acontecia em Gantz. 

O único porém é que a obra já passa do volume 10 por aqui, o que tiraria a oportunidade de novos leitores acompanharem, o que acarretaria em vendagem menor, o que nos leva a conclusão de que as chances do retorno agora (talvez não só agora) são bem remotas.












Agora sim falando de obras inéditas no Brasil: Aku no Hana (As Flores do Mal) e Oyasumi Punpun (Boa Noite, Punpun). Ambos são seinen, porém, diferente de Gantz, não apostam em batalhas, derramamento de sangue nem coisa do tipo. São obras mais voltadas para o drama, para o lado psicológico.

Aku no Hana foi lançado no final desse semestre na Itália, e Oyasumi Punpun já vem sendo publicado pela Panini por lá há algum tempo, e foi concluído no Japão este ano com 13 volumes.

Entrada no mercado de mangás infantis?
A JBC iniciou a exploração de um novo nicho de mangás no Brasil: o de mangás infantis. A editora apostou em um novo formato de publicação, periodicidade quinzenal e uma obra sobre futebol, Super Onze. Será que isso despertou o interesse da concorrência? Bem, se sim, e a matriz italiana estiver disposta a "ajudar" como sempre esteve, são duas as opções:












Pokémon Adventures é uma bola que vem sendo cantada há tempos no Brasil. Atualmente com 48 volumes, o mangá narra a história dos jogos, e não do anime. Além de atingir crianças, o mangá poderia atingir o público normal consumidor de mangá por ser uma franquia consolidada no Brasil. Prova disso é o anime, um dos poucos que resiste e segue em exibição no país.











Outra franquia que anda fazendo sucesso - por mais que tenha passada despercebida nos últimos anos - é Beyblade, que voltou a popularizar os peões de brinquedo com as novas séries que vem sendo exibidas pelo Disney XD. Além de ter anime televisionado atualmente, o mangá vem sendo publicado na Itália, por isso se mostraria uma opção caso a Panini quisesse entrar nesse mercado.

Seria só isso?
Possivelmente não. Claro, não vamos acertar 100% dos lançamentos, e talvez nem 10%, mas é certo que na lista que apresentamos até agora só tem mangá shoujo, seinen e infantil. Cadê os shounens?

O assunto é mais amplo quando estamos falando do gênero mais explorado pelo nosso mercado, e por isso as opções não são poucas, mesmo que levemos em conta apenas os títulos shonen publicados em 2013 pela matriz italiana. Algumas obras como City Hunter foram descartadas da lista por motivos simples: longas e com ares de mangás clássicos, o que não é exatamente o gosto do público que consome shonen mainstream.












Kantai Shinsho - Zero: O Livro do Demônio (8 volumes, completo) e Tokyo ESP (9 volumes, andamento) abrem a lista de possibilidades. Ambos iniciados recentemente na Itália, e são shonen, e shonen é muito publicado, então já temos bons motivos pra não ficarmos surpresos se uma da obras - ou as duas - saírem por aqui.












Maken Ki (11 volumes, andamento) e/ou Cosmos (7 volumes, completo) são nomes para cobrir HOTD que pausará ano que vem por encostar na publicação japonesa. Ambos são ecchi, e Cosmos é um prequel de Sora no Otoshimono, que deverá ser encerrado no volume 19, sendo que a publicação brasileira já se encontra no 12.












Agora dois shonens com um ar de mistério e suspense, fórmula que deu certo em 2013 cm a JBC em Another e Senhor dos Espinhos. Bloody Maiden é um ecchi em dois volumes, e Biblioteca Mística de Dantalian é uma mistura de shonen histórico com drama e fantasia, completo em cinco volumes.












E, finalizando, mais um ecchi para a lista: Trinity Seven. Mangá iniciado esse ano na Itália, que tem atualmente seis volumes e continua sendo lançado no Japão.

Quantos será que saem?
Talvez seis, talvez nenhum. Nem mesmo é possível estimar quantos mangás no total a Panini pretende lançar em 2014. Sabemos, até o momento, que serão três títulos mais dois databooks. 

A quantidade de obras publicadas pela editora varia entre os anos. Em 2010 foram incríveis 19 estréias, e em 2011, 17. Porém em 2012 foram apenas oito, e em 2013, o número subiu um pouco, para 11.

A ideia desse post é apresentar áreas onde podem surgir mangás, como no bloco dos seinens e shoujo, além de apresentar propostas viáveis e de possível fácil acesso pela Panini, uma vez que todos os títulos listados pertencem à matriz italiana, que muitas vezes compra licenças para vários países.

Porém, não é 100% certo dizer que tudo que sai no Brasil já saiu na Itália antes. Elfen Lied, por exemplo, começou tem pouco tempo por lá, e já foi até concluído por aqui. Fora Reborn e Dragon Ball, que na Itália pertencem à Star Comics.

Bem, é isso. Se você tem alguma colaboração que gostaria de fazer, sinta-se livre para fazê-la nos comentários dessa postagem. Até o próximo post!
Carlos Moncken

19, carioca, colaborador do Jbox e nas horas vagas estudante universitário.
Leia Mais sobre o autor

  1. Acredito eu que shijou saikyou no deshi kenichi vai vim esse ano,já que a panini itailiana publicou a obra no ano passado,eu acho que é um forte shonen para essas bandas

    ResponderExcluir
  2. Berserk colorido total-tanko/ MPD-Psycho/ Homunculus/ Vinland Saga/ Oyasumi PunPun/ Gantz/ Aku no Hana/ 21th Century Boys: QUE VENHAM.
    Té más

    ResponderExcluir
  3. O shoujo deve ser Ao Haru Hide. Faz sucesso no Japão e teve animê anunciado recentemente.

    ResponderExcluir
  4. Gostei das suas opiniões, não gosto de pensar que a panini negligencia seus fãs, eu espero que eles lancem com dois objetivos: de seguir os pedidos dos fãs em sua maioria, e que também arrisquem com outros títulos que talvez nos surpreenda.

    ResponderExcluir
  5. E putz Carlos, você sempre me mata de susto, eu não gosto quando você passa 6 meses sem publicar nada, eu realmente fico preocupado porque seus posts são ótimos !
    Que tal você começar à fazer checklist da JBC e Panini?

    ResponderExcluir
  6. Hokuto no Ken.. demorou pra trazer...

    ResponderExcluir

Pesquise