Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 de abril de 2013

Reviews da Izaya - Sugar Sugar Rune

Feiticeiras, ogros, magia e corações apaixonados





Essa é a mais nova coluna do Post Animem, apresentando a nova colaboradora do site, a IzayaTsun. Esperamos que todos vocês curtam esse novo espaço desenvolvido aqui. Boa leitura!

Sugar Sugar Rune é um Mahou Shoujo de 8 volumes publicado entre 2004 e 2007 na antologia Nakayaoshi, que ganhou 51 episódios na versão animada. O anime nunca veio para o Brasil, mas já teve espaço no sinal americano do Cartoon Network.

O mangá veio pela Panini. A mangaká, Moyoko Anno, já produziu outra obra, Hataraki Man. O mangá de SSR não ficou tão famoso, e eu realmente não entendo o motivo...

A história
Uma confusão acontece no mundo dos feiticeiros. Vanilla, filha da Rainha Candy, deveria ser a sucessora do trono. Mas sua melhor amiga, Chocola, parece ter o mesmo direito. Para poder resolver isso e escolher uma Rainha, as garotas são enviadas para o mundo dos humanos. Lá, terão que conseguir Écrus (o dinheiro do mundo das garotas). Quem conseguir mais ficará com o trono. Mas, como elas conseguem os Écrus?

Literalmente, capturando corações. Os humanos têm vários sentimentos, certo? Cada sentimento faz com que o coração fique de uma cor diferente. Se alguém tem um sentimento por um feiticeiro, esse pode “roubar” seu coração. Cada cor tem um valor e significado diferente. O amarelo, “susto”, é o menos valioso. Rosa, doce amor. Vermelho, paixão ardente. E violeta, desejo lascivo. Vejamos o quadro com os valores:



Amarelo (surpreso) = 300 Écrus
Laranja (amor a primeira vista, paixão) = 500 Écrus
Verde (amizade) = 550 Écrus
Azul (respeito) = 3000 Écrus
Arco-Íris (diversão - exclusivo do anime) = 1500 Écrus
Rosa (amor doce) = 1000 Écrus
Roxo (amor proibido, luxúria) = 2500 Écrus
Vermelho (amor profundo) = 5000 Écrus

É claro que não podia ser tudo tão fácil. Afinal, não existem apenas sentimentos bons. E por causa disso, também existem os Noir. Corações negros, de sentimentos ruins. Capturar um Noir pode até mesmo matar uma feiticeira. 

Perigos aparecem durante a “aventura” das garotas. Existem criaturas das trevas, os ogros. Todos os ogros possuem um Noir, e fazem outros muitos Noir aparecerem nos humanos, para  pegá-los. E o pior: sem saber, Chocola acaba se apaixonando por Pierre, o garoto mais popular da escola. Mas o garoto é, na verdade, o príncipe dos ogros.



Além de ser totalmente proibido se apaixonar por um ogro (afinal, são inimigos dos feiticeiros), a feiticeira corre o risco de ser severamente punida por ter esse sentimento. Para "melhorar", Pierre a fez se apaixonar querendo pegar seu coração. O grande perigo nisso é que ao contrario dos humanos, feiticeiros só tem um coração. E se perderem ele, irão morrer. Por pouco, Pierre não o consegue. Mas o príncipe faz Vanilla acreditar que é filha de um ogro, e a garota acaba indo para o lado negro, agora, com um Noir.

A amiga da feiticeira  - Chocola - consegue salvá-la, mas descobre que na verdade não é o pai de Vanilla que é um ogro... E sim o seu! Muitas coisas acontecem a partir daí: Pierre se apaixona por Chocola, os ogros enlouquecem e passam a criar Noir em todos os cantos, usando os métodos mais sujos possíveis etc.

Como em todos os mangás, Sugar Sugar tem pontos positivos e negativos. A história pode parecer boba as vezes e o final não me agradou muito. Os desenhos não são muito bons (também não gostei da qualidade das folhas do primeiro volume, mas mudaram logo depois).

O preço é bom (R$ 9,90), e todas as edições contam com contracapa e páginas coloridas. Recomendo para quem gosta de Mahou Shoujo, ou histórias mais leves. Confira abaixo a galeria de capas da obra.










crédito das imagens: Site GuiaDosQuadrinhos
Carlos Moncken
Mafiosa, exorcista, docete e futura dona do mundo. Ama ler, desenhar, animes, artes marciais e Japão em geral.
Leia Mais sobre o autor

Carlos Moncken

19, carioca, colaborador do Jbox e nas horas vagas estudante universitário.
Leia Mais sobre o autor

Pesquise